O anual Congresso de Psicologia está em sua 11º edição, trazendo o tema “Psicologia em tempos de crise“. A escolha da temática deste evento se baseou no atual contexto sócio-político brasileiro, marcado por uma crise econômica e instabilidade política que afeta as mais diversas esferas da vida em sociedade. Tais momentos de transformações e adversidades acabam por influenciar as subjetividades, alterando visões de mundo e posturas frente a realidade. As práticas dos profissionais da Psicologia acabam sendo reconfiguradas neste cenário, com novas demandas nas formas de pesquisa a atuação.

O Congresso de Psicologia se constituiu a partir da necessidade de proporcionar um espaço formativo e de diálogo com profissionais e estudantes de outras instituições e também com a sociedade em geral que se interessa pelos temas ligados à Psicologia. O tema do XI Congresso “Psicologia em tempos de crise” pretende contribuir para o compartilhamento de experiências e conhecimentos acumulados, dentro das diversas abordagens teórico-metodológicas da Psicologia, abrindo espaços para as atuações e produções da atualidade. Para tanto, se faz necessário pensar na relação entre as teorias da psicologia e situações de crise, que ocorrem em diversos espaços sociais.

O tema do congresso tem como eixo a Psicologia em tempos de crise, abrindo a possibilidade de refletir sobre as crises que assolam nossa sociedade em um âmbito global, assim como crises que aparecem em uma esfera mais individualizada. Tal temática possibilita uma interlocução da ciência psicológica com os campos afins da área da saúde, reafirmando o papel interventivo do profissional da psicologia e o seu necessário diálogo multidisciplinar, assim como se mostra um tema fecundo nas ciências humanas no que se refere ao aspecto político e histórico.

Com este evento, objetiva-se explicitar a necessidade de estudo do tema, apresentar e discutir pesquisas e práticas relacionadas à atuação do psicólogo, consequências da crise no campo psicológico, estratégias de superação e resiliência, violência e conflitos grupais.

Mesa redonda: Crise na Família
Vera Lúcia Morselli,  Analice de Sousa Arruda Vinhal de Carvalho e Paula Fernandes Di Moura Pacheco
28 de setembro de 2016, das 10 às 12hs
A mesa pretende proporcionar uma reflexão sobre as consequências que a crise econômica e social traz para o contexto da família, especialmente quanto aos novos desafios trazidos à atuação do psicólogo. Será discutido formas criativas do fazer psicológico frente as novas situações, trazendo a visão de quem atua com famílias, casais e crianças.

Palestras: Crise e Violência Urbana
Francisco Mata Machado Tavares (Franck)
28 de setembro de 2016, das 8 às 9:30 horas
A palestra pretende debater sobre o aumento da violência e intolerância, física e simbólica, ocasionado pela crise.

Carga horária para participantes: 20 horas

Mais informações: http://www.congressodepsicologia.com.br/